Seguidores

terça-feira, 15 de junho de 2010

Quem sabe um dia...


Quem sabe um dia o anjo fino do meu sonho
pouse sobre o meu telhado.
Quem sabe um dia ele venha e me leve à Índia,
ver as pessoas coloridas,
ver os banhos no Ganges,
pra me jogar também.

Quero passear o mundo
e guardar as cores no olhar,
ou numa poesia incerta,
uma poesia que se iguale ao caminho de todos.

Quem sabe o anjo fino venha sem preconceitos,
e me dê passagem, e me dê margem, e me dê Rio.
Quem sabe ele puxe em minha mão e me leve voando
junto aos pássaros
aos aviões,
aos super-heróis,
E me leve à Roma,
E me dê carona para outros lugares.
Quem sabe Buenos Aires, quem sabe a China e o Japão.
Correndo com asas gigantes e anti-quedas
Olhando pro chão, pro mar,
pra Meca.

Quem sabe um dia esse anjo fino se canse de sua vigília,
e venha aventurar sua vida com a minha.

Jane Santos

Um comentário:

Rafaela Freitas disse...

profunda, delirante, viajei nas asas de teu anjo fino. Que o meu escute minhas preces e que venha comigo tambem...

amigaaaaaaaaa!! perfeitoooo!!!